.

PARA FACILITAR A LEITURA E COMPREENSÃO DE NOSSOS VISITANTES, AS NOVAS POSTAGEM EM NOSSO BLOG ENTRAM "POR BAIXO", OBRIGADO PELA VISITA!

quinta-feira

EMBRIÃO




Começa com esse blog o projeto para realização da CASA DO IMPRESSOR - A ARTE QUE SAI DA PRENSA.

Com mais de 40 anos dedicados ao ofício de imprimir a Arte da gravura o mestre impressor Roberto Grassmann está chegando a sua aposentadoria, nesses 40 anos passaram por sua prensa obras dos mais diversos artistas e hoje existe um valioso e único acervo com mais de 1.000 obras.

No futuro a CASA DO IMPRESSOR abrigará esse precioso acervo, em exposição permanente aberta ao público, abrigará também o atêlie de Roberto com suas prensas, ferramentas, e estrutura, para work shop`s e oficínas sobre as técnicas de impressão, terá espaço para exposição de jovens artistas gravadores, será um precioso espaço para se admirar a nossa arte maior em gravuras dos grandes mestres, de registro histórico da história da gravura no brasil, um espaço para novos artistas divulgarem sua arte, amantes da gravura aprenderem e aperfeiçoarem a especialissíma arte de se imprimir.
Esse é o OBJETIVO.......vamos em busca de realiza-lo!

ROBERTO GRASSMANN - MESTRE IMPRESSOR


O sobrenome GRASSMANN está "gravado" na história da arte da gravura, seja pela Arte Maior da obra de Marcello, seja pela dedicação e maestria da Arte de Impressão de Roberto.

Roberto Grassmann, um Mestre Impressor.

Caçula de 9 irmãos e o único a nascer em São Paulo, em 16 de Maio de 1932, ano da revolução.

Nos últimos quarenta anos a prensa de Roberto deu vida às obras demuitos grandes artistas gravadores, criando vinculos de amizade, respeito e admiração , ao ponto de muitas vezes participar de maneira ativa de suas obras.

Roberto era um técnico de eletrônica em 1969, quando pela morte de seu irmão Otto, que na época havia começado a imprimir as obras de Marcello e as gravuras em metal editadas por Júlio Pachello, foi convidado a se tornar impressor, convite que aceitou, pelo desafio e desejo (talvèz até vocação) de estar próximo a arte. Começa assim seu "sacerdócio" de dedicação a Arte de Imprimir.

Sob a orientação de Marcello iniciou o processo de aprendizagem, que apesar do estágio máximo que já atingiu, continua pesquisando e refinando sua técnica, sua Arte.

Um "quase recluso" Roberto é a figura do impressor, figura importante na realização das obras de muitos artistas gravadores desde o Renascimento.

A gravura em metal, feita pelos gravadores em chapas de cobre, só ganha vida no papel, seu suporte final, quando passa pelas mãos do impressor e é a Arte do impressor que permitirá a obra do artista atingir a sua plenitude como Imagem e Arte Maior.
Síntese de operações sofisticadas, a gravura exige do impressor uma mescla de inventor, engenheiro e alquimista, respectivamente, pela criatividade, rigor e mistérios que envolvem a Arte de imprimir no papel.

Seus caminhos envolvem detalhes e mistérios que somente são desvendados com a prática ferrenha e praticamente religiosa, no sentido de religar o indivíduo com algo que ele não consgue - e nunca poderá de fato - dominar completamente, dogma esse quebrado por Roberto.

Nosso sonho é PRESERVAR a obra e técnica desse alquimista, desse Mestre Impressor, assim como seu HISTÓRICO ACERVO, uma contribuição que irá enriquecer a história da Arte da Gravura.

O ACERVO

O acervo que Roberto construiu ao longo de mais de 40 anos é único, inestimável, uma "Jóia Preciosa" da Arte e da história da gravura brasileira.

Por sua prensa sairam obras por exemplo de:

MARCELLO GRASSMANN
CARLOS OSWALD
GEOGE REMBRANDT GUTLICH
MAURICIO PARRA
RUBENS MATUCK
FRANCISCA DO VAL
FEREZ KHOURY
ALEX CERVENY
GRAÇA GRANT
JACQUELINE ARONIS
CLAUDIO MUBARAC
REBOLO
SONYA GRASSMANN

HORTENCIO VIEIRA
ALDEMIR MARTINS
GERDA BRETANI
ANA ELISA DIAS BATISTA
SERGIO FINGERMANN
ARNALDO BATAGLINI

CASSIANO PEREIRA NUNES

Só a edição completa da ARTE MAIOR de Marcello com todas suas gravuras em metal torna esse acervo um tesouro que esperamos com a realização do nosso sonho, preservar, possibilitar seu acesso e estudo a todo amante da Arte, aos estudantes e as futuras gerações.

O ATÊLIE


O Atêlie de Roberto é outra preciosidade que faz parte da história da Arte da gravura.

Preserva-lo para que por ele novos impressores, novos artistas descubram e aperfeiçoem suas próprias técnicas de "tirar" Arte da Prensa é outra "obrigação" de todos nós.

Sua prensa, feita pelo pai de Sonya, o "grande" Shoba, assim como outra preciosidade uma prensa para a impressão de Lithogravuras, outra Arte "em extinção", sua bancada, seu secador, sua banheira de molhar papel, seus rolinhos, suas talatanas, suas tintas, placas, ferramentas, feltros, suas lembranças e memórias precisam ser preservadas.

A MISSÃO



A Arte é uma fada que transmuta e transfigura o mau destino. Prova. Olha. Toca. Cheira. Escuta. Cada sentido é um dom divino.
Manuel Bandeira


A CASA DO IMPRESSOR - A ARTE QUE SAI DA PRENSA irá transmutar e transfigurar para o bem o destino de tudo que Roberto construiu. Cada artista, cada jovem que por ela passar, sairá tocado pela fada da Arte que nela habitará.

Sua MISSÃO será:

Preservar, estudar e divulgar um acervo único da Arte da gravura;

Apoiar, estimular e revitalizar ações de artistas gravadores;

Apoiar, estimular e revitalizar ações de jovens com vocação para se tornarem Impressores, dando continuidade ao ofício de Roberto;

Estimular a produção e difusão de conhecimento técnico no contínuo aprimoramento das técnicas de impressão da imagem no papel;

Despertar e promover o interesse da comunidade pela Arte, pela gravura, pela impressão;

Estimular a formação de pessoas críticas, que exercitem o pensamento, que pelo contato com a Arte se tornem sensíveis à sociedade que nos cerca e aos desafios de humaniza-lá;

E lutar contra o preconceito provinciano de categorizar gravura como uma Arte menor, ou menos nobre que a tela - para a Arte contemporânea essa distinção inexiste, mas para a máquina inconsistente, o mercado de Arte, funciona assim.

O LOCAL



Roberto mora e trabalha no mesmo local a mais de 40 anos.

Um rua na região de Santo Amaro já visitada e conhecida por todo amante da Arte da gravura.

Uma região de fácil acesso, com colégios como o Santa Maria e Magister e varios municipais e estaduais, assim como faculdades, bairros de alto padrão assim como periferia.

Nossa idéia é realizar nosso sonho nas próximidades da casa de Roberto, existem hoje algumas opções de imóveis na própria rua, para o aproveitamento de seu terreno.

QUATRO PAVIMENTOS


Um espaço "especial", onde "se respire Arte", cultura, história, um lugar de contemplação e aprendizado.

Serão quatro pavimentos onde:

Um pavimento irá receber o Atêlie de Roberto, será um espaço que continuará a tirar Arte da prensa, um espaço para artistas gravadores trabalharem em suas matrizes, para realização de oficínas e workshop`s sobre a Arte de imprimir no papel, para a formação de novos impressores, o aprimoramento de gravadores e também o espaço que preservará "como um Museu" o atêlie do Mestre Impressor Roberto.

Dois pavimentos serão destinados a exposições permanentes do acervo de Roberto, será o espaço para contemplação, para respirar a Arte criada por gênios como Marcello e impressas no papel por Roberto, um espaço mágico de deslumbramento e descobertas.

Por fim um pavimento será destinado a expor novos artistas gravadores, promover reuniões onde pessoas "falem de Arte", será nosso "clube" aberto a comunidade, para encontro de artistas e impressores, pesquisadores e estudantes, será nossa trincheira no cumprimento de nossa MISSÂO.

JUNTOS


Como todo sonho que se inicia ainda temos um longo caminho a percorrer até torna-lo realidade, até cortamos a faixa inaugural!

Precisamos levantar os "numeros", quanto será necessário para sua realização?
Um milhão de reais?
Dois Milhõe de reais?
Três milhões de reais? mais?
Ainda não sabemos.

Mas sabemos que juntos vamos conseguir o NUMERO.

Juntos com nosso governo, nossos institutos, nossa iniciativa privada que sabe o quanto a cultura agrega a suas marcas, junto com amigos, artistas, JUNTOS!

* A imagem do tópico é ilustrativa!!!!!! Teremos um caminho a percorrer, para buscarmos os necessários Apoios, os necessários encaminhamentos pela Lei Rouanet, Proac, os fundamentais Patrocinadores!!!!!!! JUNTOSSSSS!!!!!!!!!!!!!

segunda-feira

FAZENDO CONTAS UM


Começando a fazer contas para conseguirmos chegar no valor necessário para a realização do nosso objetivo, primeiro o básico, local e "levantar" o prédio:

Uma solução para o local é aproveitar o terreno de alguma casa antiga da região, são várias as opções com terreno que possibilitem a construção que queremos com 100 a 150 m² por pavimento, com uma rápida pesquisa por imobiliarias na região chegamos valor que será preciso, entre R$ 300.000,00 a R$ 450.000,00.

Já para levantarmos nosso prédio, com 4 pavimentos, cada um com 100 a 150 m², com uma rápida consulta a um velho amigo que por coincidência tem um Depósito de material de construção e construiu um prédio com as mesmas caracteristicas, me deu como valor "base" entre R$ 500.000,00 a R$ 600.000,00.

Então nossa primeira conta fica entre R$ 800.000,00 a R$ 1.050.000,00.

Me parece valores alvissareiros para o tamanho e a importância do nosso sonho!

Vamos as próximas contas, como custo de projeto, detalhes da construção, equipamentos, etc.

domingo

COLOCANDO NO PAPEL


Já sabemos o que queremos, próximo passo é organizamos as idéias e colocarmos no papel, todos os detalhes para ai sim formalizarmos o sonho!

Fazer isso já é uma "bela empreitada", teremos que colocar no papel para a apresentação do projeto:

  • APRESENTAÇÃO
  • DESCRIÇÃO
  • JUSTIFICATIVA
  • OBJETIVOS
  • ESTRATÉGIA DE AÇÃO
  • METAS
  • RESULTADOS PREVISTOS
  • RETORNO DE INTERESSE PÚBLICO
  • AVALIAÇÃO DE IMPACTOS E RESULTADOS
  • PÚBLICO ALVO
  • CRONOGRAMA
  • DIVISÃO ORÇAMENTÁRIA DE ACORDO COM CRONOGRAMA
  • DOCUMENTAÇÃO
  • MEMORIAL DESCRITIVO
  • APRESENTAÇÃO GRÁFICA
  • VALOR TOTAL DO PROJETO
  • RECEITAS PREVISTAS
  • .
  • .
  • .
  • .
É precisamos de ajuda...

sábado

quinta-feira

FASES


As fases de um projeto, quais são e onde estamos.
Vamos lá, são seis as fases: VISÃO, REFLEXÃO, ORGANIZAÇÃO, FORMALIZAÇÃO, CAPTAÇÃO E REALIZAÇÃO.
A fase da VISÃO é quando "os deuses susuram a idéia", do nada você tem uma visão de algo novo, no nosso caso a CASA DO IMPRESSOR, quando vislumbramos toda a riquesa que está nos cercando.
Ai vem a fase da REFLEXÃO, quando depois do "susto" da visão passamos a pensar, "pô será que é isso mesmo?", "será que é possível?", quando passamos da visão/sonho para a racionalização da viabilidade de realizarmos a visão, no nosso caso foi com surpresa que percebemos não só a viabilidade, como o entusiasmo dos amigos e até a obrigação de realizarmos a CASA DO IMPRESSOR.
Então é hora da ORGANIZAÇÃO, de organizar as idéias, esboçar o que será realizado, buscar parceiros, estimar valores, fazer quase uma pré produção, o que estamos fazendo no momento.

Até aqui foi possível avançarmos de fase rumo a realização "sozinhos", a próxima fase já vamos precisar de APOIO, chegamos a fase da FORMALIZAÇÃO.

A FORMALIZAÇÃO é o início da realização, quando iremos formalizar a visão, seja juridicamente com a criação da associação sem fins lucrativos que irá "tocar" a CASA DO IMPRESSOR, a contratação de profissionais com a expertise na realização de projetos como o nosso, que montem todo o "manual do projeto", conheçam as maneiras de captação de recursos, enquadramento em leis de incentivos, profissionais para o projeto civil/arquitetônico da futura morada da CASA DO IMPRESSOR, o desenvolvimento do material de apresentação para a captação do recursos....enfim, tudo isso CUSTA, recursos que não temos, a SOLUÇÃO, criar "muitos atrativos" para conseguirmos APOIO, com APOIADORES compriremos mais essa fase, ai....

Ai vem a CAPTAÇÃO, que pela importância e relevância para a história da ARTE e da GRAVURA no Brasil, pelo nosso momento económico, pela qualidade do trabalho feito na fase de formalização, pelas leis de incentivos e apoios governamentais, pelos valores pretendidos, pela história dos GRASSMANNs trabalhamos com a certeza de que também completaremos com "louvor" essa fase, ai.....

Ai é "ir para abraço" REALIZAR a VISÃO!!!!!!!!!


quarta-feira

OS FUNDADORES


Arquimedes disse: Me dê uma alavanca e um ponto de APOIO que eu moverei o mundo!
Nós dizemos: Nos dê o seu APOIO que realizaremos a CASA DO IMPRESSOR!
Seu apoio coloca você na História da Arte Maior.

Os FUNDADORES, são eles que entrarão para a história da arte possibilitando a realização do alicerce de onde será erguida a CASA DO IMPRESSOR.

Estamos montando um "pacotão" de vantagens para nossos FUNDADORES, afora toda a ação de marketing cultural, toda a importância do projeto que já merece todo o apoio, a oportunidade de demonstrar "responsabilidade social", você ainda vai ser presenteado com OBRAS DE ARTE, irá levar para sua empresa uma MOSTRA DA ARTE DA GRAVURA, irá colocar seu nome e sua marca na CASA DO IMPRESSOR.....AGUARDE!

terça-feira

AGRADECIMENTO


Não vou "adjetiva-lo", sua história diz o que é preciso, mas agredecê-lo é obrigação.
OBRIGADO PREZADO JORNALISTA RICARDO KOTSCHO!
Por toda a consideração que sempre tem com a família Grassmann.

http://colunistas.ig.com.br/ricardokotscho/2010/06/30/o-que-faz-mal-a-saude-o-anuncio-ou-o-produto/


Casa do Impressor _ A arte que sai da prensa

O mestre impressor Roberto Grassmann, com mais de 40 anos dedicados ao ofício da arte da gravura, está anunciando a aposentadoria, mas a sua obra, formada por um valioso acervo de mais de mil trabalhos, continuará à disposição do público.

Com a criação do blog www.aartequesaidaprensa.blogspot.com , foi lançado esta semana o projeto para a construção da “Casa do Impressor”, que abrigará este valioso acervo, em exposição permanente aberta ao público. Abrigará também o ateliê de Grassmann, com suas prensas e ferramentas, e uma estrutura para oficinas sobre técnicas de impressão. A casa terá um espaço para exposições de jovens artistas gravadores.

Autor: Ricardo Kotscho - Categoria(s): Blog

sábado

DE SANTO AMARO PARA O MUNDO


A CASA DO IMPRESSOR já começou a ser "desenhada" no MUNDO VIRTUAL.

Assim como o MON - Museu Oscar Niemeyer em Curitiba (no momento está com uma ótima exposição com obras de Marcello - "Sombras e Sortilégios") como o Louvre em Paris, também queremos possibilitar o acesso a informação, ao acervo, as atividades educativas, a ARTE DA GRAVURA, a HISTÓRIA DO MESTRE IMPRESSOR, a todas as pessoas conectadas pelo mundo.

Já encomendamos a GUEST (www.guest.com.br), das mais completas empresas de soluções em web, o estudo com o planejamento/orçamento para a criação da CASA DO IMPRESSOR VIRTUAL.

Mas uma etapa em andamento!

sexta-feira

PRESERVAR + TRANSFORMAR

Afora todas as razões artísticas, culturais, históricas, de mérito e de preservação, para a realização do MUSEU CASA DO IMPRESSOR em nossa comunidade, vamos esclarecer um pouco outra razão tão relevante quanto, a de TRANSFORMAÇÃO SOCIAL que um MUSEU, um polo de CULTURA e de ARTE exerce em toda a comunidade em seu entorno.

A CASA DO IMPRESSOR será um processo, mais que um produto. Irá combinar e integrar processos de constituição do "sujeito coletivo da comunidade", através da reflexão, auto-conhecimento, criatividade e processos de fortalecimento da identidade, pela legitimação das histórias e valores próprios, pelo oferecimento a comunidade de seu espaço com o objetivo de desenvolver cada individuo, criando caminhos que levem a formação de uma "rede comunitária" com uma forte identidade e com força para recriarem e melhorarem a sua realidade.

A ARTE TRANSFORMA NOSSA MANEIRA DE PENSAR, DE AGIR, DE VIVER.

A ARTE TRANSFORMA NOSSA PERCEPÇÃO, AMPLIA NOSSO HORIZONTE, REVELA NOSSA HUMANIDADE.

quinta-feira

GESTÃO EMPRESARIAL


"E agora José?" já escreveu Drummond.
Nosso primeiro desafio é a criação, construção e inauguração do MUSEU CASA DO IMPRESSOR, um desafio que estamos trabalhando para vencer e certamente chegaremos a Festa de Inauguração!

Mas também já estamos encarando o segundo desafio, é atingirmos a sustentabilidade de médio e longo prazo do MUSEU CASA DO IMPRESSOR.

Estamos trabalhando e construindo os alicerces e as fundações que irão fazer que o MUSEU CASA DO IMPRESSOR perdure por muito tempo cumprimendo sua missão.

Também já estamos trabalhando no Plano de Negócios que já aponte alternativas de geração de renda, diversificação de fontes de recursos e desenvolvimento de produtos e serviços a serem oferecidos, para assim garantir que ao inaugurarmos nosso MUSEU CASA DO IMPRESSOR, ele já tenha a sua viabilidade economica assegurada para o desenvolvimento de todas as suas futuras atividades.

E como a WEB e o E-COMMERCE certamente fará parte de nossas alternativas, buscamos a melhor e pioneira empresa de soluções e consultoria sobre o tema, a E-COMMERCE CONSULTING (www.ecommerceconsulting.com.br)
, onde seu presidente Fábio Vargas já se comprometeu em fazer parte do nosso projeto.

"TODOS OS DIAS SOBE TODOS OS PONTOS DE VISTA, ESTAMOS MAIS FORTES E MAIS PRÓXIMOS DA INAUGURAÇÃO DO MUSEU CASA DO IMPRESSOR - A Arte que Sai da Prensa."

quarta-feira

AGRADECIMENTO DOIS


Outro amigo com quem sempre podemos contar com a atenção e apoio é LUIS FAVRE.

Fica aqui registrado nosso agradecimento, OBRIGADO!

http://blogdofavre.ig.com.br/2010/07/casa-do-impressor-a-arte-que-sai-da-prensa/

terça-feira

ARQUITETO TRABALHANDO


Mais uma importante ação para a realização do MUSEU CASA DO IMPRESSOR.

Em reunião no escritório da CABRERA ARQUITETURA, com o arquiteto Blas, encontramos um arquiteto engajado e motivado, com grandes idéias para um grande projeto arquitetônico!

Assim estamos próximos de finalizarmos todos os detalhes para a formalização do nosso projeto.

domingo

COMMITMENT


COMMITMENT - Está palavra define bem o envolvimento e pensamento de todas as pessoas já conhecedoras e envolvidas com a realização do MUSEU CASA DO IMPRESSOR.

Comprometimento é nosso vernáculo mais próximo para traduzir COMMITMENT, mas está longe de conseguir traduzir a amplitude de sentimentos que ela expressa, mais próximo talvéz seja o termo engajamento (do francês engagement) que definimos como "filiar-se a uma linha de pensamento, lutar por ela, colocar-se a seu serviço, empenhar-se pela causa, pelo empreendimento".

É esse o sentimento compartilhado pelos amigos, artistas, família, profissionais envolvidos, amantes das artes, sendo assim certamente o MUSEU CASA DO IMPRESSOR irá virar realidade!

sexta-feira

O GRASSMANN QUE GRAVA


Um GRASSMANN artesão, perfeccionista, cumprindo a mais de 40 anos o "sacerdócio" de tirar Arte da prensa como incansável impressor.

Outro GRASSMANN um gênio que grava, artista da ARTE MAIOR.

Artista internacionalmente renomado, Grassmann mantém obras nos acervos dos principais museus do Brasil e do Exterior. A Pinacoteca do Estado de S.Paulo possui uma importante coleção de obras anteriores a 1971. Ele destaca-se por ser um dos mais premiados desenhistas brasileiros na história da Arte Moderna.

Suas obras fazem parte do acervo do MoMA de Nova York, da Bibliothèque Nationale de Paris, do Museum of Fine Arts de Dallas. No Brasil, além da Pinacoteca do Estado, podem ser vistas na Biblioteca Nacional no Rio de Janeiro, no Instituto Moreira Salles em Poços de Caldas, no MAM-Museu de Arte Moderna e no MAC-Museu de Arte Contemporânea de São Paulo, no Museu de Belas Artes no Rio de Janeiro, no Itamaraty e no Museu Oscar Niemayer de Curitiba.

Ferreira Gullar, poeta e crítico “Marcello Grassmann é da estirpe dos predestinados. Mal surgiu, foi reconhecido. Não havia dúvida. Desde suas primeiras manifstações artísticas já todos admitiam que um novo artista despontava”.

Olívio Tavares de Araújo, crítico de arte “Grassmann pertence a uma família espiritual de artistas que sempre existiram em diversos momentos da história e sempre deram expressão ao lado escuro e misterioso da alma humana”.

Rubem Braga, escritor "(...) ele adquiriu uma completa autoridade para fazer o que bem entender, e pode ter a audácia de cometer isso que qualquer sujeito comum apontará amanhã na parede, dizendo ´bonito quadro` (...)”.

Jacob Klintowitz, crítico de arte “Seu vocabulário é pessoal, tem a sua marca e esses signos-símbolos, essas figuras, formam um universo particular e diferenciado”.

Roberto Pontual, crítico de arte “Grassmann encontrou, desde cedo, no desenho e na gravura os meios de linguagem capazes de melhor definí-lo (...). Sua obra se inclui hoje entre as mais proeminentes no panorama brasileiro”.

Renina Katz, artista plástica “Seu imaginário, seu universo iconográfico, escapa a classificações apressadas. Ele é um artista que cunpre seu destino, recusando as pressões das equivocadas modernidades. Marcello entendeu que a única forma de impor e preservar o seu trabalho e não corromper sua sensibilidade foi manter fidelidade às suas convicções artísticas”.

Ely Bueno, artista plástica “Seus cavaleiros, heróis noturnos, estão sempre dispostos a atacar ou morrer (apesar de serem eternos). O mesmo acontece com as suas mulheres, e os bichos que nascem delas ou deles mesmos. Sim, todos os seres criados por ele, anjos ou demônios, vivem num mundo reversível e perene”.

DOIS GRASSMANN, UM MUSEU, A CASA DO IMPRESSOR.

quinta-feira

LIVRO

Aguarde,

segunda-feira

EXPOR É PRECISO

Expor Arte é preciso.
Levar Arte as pessoas é preciso.
Fazer Arte é preciso.
Imprimir Arte é preciso.

Mais de 40 anos de história da Arte da Gravura, num precioso acervo com mais de 1.000 obras...

Estamos "desenhando" nossa Exposição - A ARTE QUE SAI DA PRENSA.

Um exposição na forma de QUATRO A SEIS TOTENS HEZAGONAIS, levando:

  • Obras de Arte
  • Ilustrando a importância do trabalho do impressor
  • Além das técnicas de se fazer a Arte da Gravura
  • Vamos despertar o interesse e a paixão de pessoas, descobrir novos artistas e semear futuros cidadãos amantes das artes e colecionadores de artistas gravadores.

Cada
TOTEN HEZAGONAL terá até 3,3 metros de altura, serão modulares para se adaptarem aos espaços, expondo até 30 obras.

Uma exposição itinerante que irá a escolas, faculdades, centros culturais, empresas e locais onde possam levar Arte e Cultura, e despertar o interesse para a Arte da Gravura e o ofício de Impressor.

A Arte é uma fada que transmuta e transfigura o mau destino. Prova. Olha. Toca. Cheira. Escuta. Cada sentido é um dom divino.
Manuel Bandeira